Agrupamento 37 do CNE

Cópia de agr 37

A fundação do Corpo Nacional de Escutas na Arquidiocese de Évora e as primeiras Promessas Solenes foram dia 12 de Julho de 1936, cerimónia presidida por D. Manuel Mendes da Conceição Santos, no  agrupamento 37, na altura chamado de grupo 125 Geraldo sem Pavor e Alcateia 76  S.  João de Deus.

Em 1956, o grupo 125 Geraldo sem Pavor muda a sede para a rua 5 de Outubro nº86 e transforma-se no Agrupamento 37, ou seja o Agrupamento Inter-paroquial. A Alcateia 76, passa a agrupamento 38.

O Agrupamento nº 37, reaberto no ano de 1964, foi, durante muitos anos, o “rosto” do escutismo na cidade de Évora. A história do agrupamento, marcada pela constante deslocalização da sua sede, reflecte algumas das características do que é ser escuteiro: a dedicação, o esforço e a vontade de vencer desafios.

Presentemente usufrui das instalações que pertenceram à Escola Primária do Louredo, na Estrada da Igrejinha, cedidas pela Junta de Freguesia do Bacelo. Com o efectivo actual de 65 elementos o Agrupamento nº 37 continua a ser uma das faces do escutismo na cidade e na região.

O Agrupamento 37 do Corpo Nacional de Escutas – Escutismo Católico Português (CNE) inaugurou no dia 12 de Julho a sua nova sede escutista com a bênção do Arcebispo de Évora, D. José Alves.
A esta festividade juntou-se o septuagésimo oitavo aniversário do Agrupamento e as suas Promessas Solenes.
Dia 11 de Julho de 2014 o Agrupamento realizou a sua Vigília de Oração sob o tema “Somos Futuro” onde as secções procuraram fazer reflectir todos os presentes sobre a importância do passado na nossa história, mas sem nunca perder a motivação de querer trabalhar rumo a um futuro melhor.
No dia seguinte D. José Alves benzeu a nova sede do Agrupamento (antiga escola primária do Louredo) e cortaram-se as fitas de inauguração do espaço. Dezenas de jovens viram o seu esforço recompensado depois de muitas horas dedicadas a este projecto que ainda tem muita capacidade para crescer.
Seguiram-se as Promessas Solenes onde foram investidos 23 jovens dos quais 15 Lobitos, 4 Pioneiros e 4 Caminheiros. Alguns elementos da Comunidade foram ainda congratulados com a entrega de insígnias de competência.
Foi festejado o aniversário do Agrupamento com um almoço convívio onde, entre elementos, dirigentes, familiares e convidados o ambiente de entrega e amizade foi perseverante.
Passados 78 anos o Agrupamento deu mais um passo no difícil mas proveitoso caminho de formar jovens para que estes se tornem homens e mulheres fruto de um Projecto Educativo de rigor e excelência como o do Corpo Nacional de Escutas.

Anúncios